Textos

DEFEITO? EU NÃO TENHO!

TENHODEFEITOSNunca ouvi alguém dizer: “Falimos porque eu dei um golpe no meu sócio”.
Nunca ouvi alguém dizer: “Eu não correspondi às expectativas de meu chefe, por isso fui demitido”.
Nunca ouvi alguém dizer: “Eu trato mal o meu cônjuge”.

Na queda foi assim:
“O homem e a sua mulher ouviram os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim”.

O Senhor: “Onde você está”?
O homem: “Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi”.
O Senhor: “Quem lhe disse que você estava nu? Você comeu do fruto da árvore da qual lhe proibi comer”?
O homem: “Foi a mulher que me deste por companheira que me deu do fruto da árvore, e eu comi”.
O Senhor: “Que foi que você fez”?
A mulher: “A serpente me enganou, e eu comi”?

Percebe? O fruto comido a desobediência acontecida, e a culpa transferida.

É diferente hoje em dia? Temos a honradez de culpar a nós mesmos pelos erros que cometemos? Temos a honradez de admitir o que somos e as nossas fraquezas?
Ou é mais fácil culpar o sócio, o patrão, o chefe, os pais, o cônjuge; enfim culpar alguém pelos nossos erros, pecados.

Ninguém assume o seu defeito, assim sendo, ninguém é perfeito.

Categorias:Textos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s